quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Capítulos 100 & 101 *-*

Gente do meu coração, mil perdões por não postar ontem. :X. 
Eu tenho meus motivos. Bem, minha professora de história mudou o dia da prova para hoje, e isso significava: eu precisava estudar. Eu não entendo muito de história, e acho que não fui muito bem. Só espero não ter ficado de recuperação. E mesmo que eu pudesse postar ontem á noite, não dava. Quando eu fui para a escola, ontem à tarde, eu comecei a ter dor de cabeça. Dai, eu achei que poderia passar até a noite, mas não passou. Tive inglês, e só piorou. Cheguei em casa, era 7h da noite. Dai, eu tomei um banho, e não aguentei, eu tive que dormir, nem jantei. Só acordei hoje de manhã. E me desculpem, está bem? Eu peço mil perdões, sei que eu devia ter pelo menos avisado, mas não dava :X. Minhas sinceras desculpas. 
Ai os dois capítulos *-* e curtam eles. Dedicado à todos, pelos 100 capítulos de Need You Now *-*

Capítulo 100 - "Canta comigo!"

Joe via o medo de Demi nos olhos dela. Ele podia sentir o quanto ela estava nervosa, e sabia que ela não queria continuar com isso. Mas ao mesmo tempo, via que sim. Era estranho e confuso. Ele não sabia o que fazer. Ele se sentia tão bem perto dela, sentia como se ela tivesse um poder de terminar com todo o medo, com todo a insegurança e conseguir sentir apenas a paz dentro dele. 
Ele não sabia se queria continuar o que estavam quase fazendo. Ele acariciou o rosto de Demi, como sempre, e ela não fez nada. Ela estava paralisada, como se seu corpo tivesse parado e não poderia mexe-lo. Ela sentiu um arrepio ao toque de Joe. Aquilo acontecia repetivamente. Não estava sendo correto. 
Demi tentou se distanciar, mas parecia que o imã que unia os dois não deixava. Parecia que só Joe tinha o controle desse imã, o que fizera com que Demi se aproximasse um pouco dele. Joe percebeu que Demi queria se distanciar, então, distanciou um pouco dela, dando um passo para trás. Demi quase suspirou aliviada, mas não queria mostra-lo isso. Apenas fechou os olhos e abri-os rapidamente, olhando-o. 
Logo Mitchie veio até a sala e viu sua mãe. Ela saiu correndo ao encontro de sua mãe e a abraçou apertadamente. Passara apenas uma noite fora, mas sentia muita saudade dela. Para Mitchie, mesmo Demi sendo sua mãe, ela sentira falta nem que seja apenas uma hora. Ela era como se fosse sua melhor amiga mãe. Mi sorriu ao abraço, assim como Demi. Joe que observava a cena, sentiu como se quisesse entrar junto no abraço, mas não faria isso. Estava feliz por "sua" Demi ter tido uma filha e, por estar feliz. 

Mi: Mamãe, o que a senhora está fazendo aqui? _perguntou, já separadas do abraço. 
Demi: Vim te buscar, meu amor. Você vai viajar hoje. _disse agaixada, tirando uma mecha do cabelo de Mi e colocando atrás da orelha. 
Mi: Eu vou viajar? _mostrou um sorriso enorme. 
Demi: Vai sim, meu anjo. Vai você, papai, tia Sel e tio David. 
Mi: E você, mamãe?
Demi: Vou ter que ficar. Mamãe tem que trabalhar, não vou poder ir. Mas veja pelo lado positivo, você vai conhecer a vovó. 
Mi: Ah, sério? Eu vou para Los Angeles mamãe? _disse com os olhs brilhando. 
Demi: Isso mesmo. A vovó quer muito te conhecer, meu anjo. Vamos logo para casa arrumar suas roupas? Acho que seu pai vai conseguir passagem para hoje. Vamos? 
Mi: Deixa só eu pegar minhas roupas. _disse dando um beijo na bochecha de Demi e subiu as escadas correndo. 

Demi sorriu ao ver sua filha subir as escadas. Ela era um amor. Estava feliz por sua filha estar feliz, mesmo não indo na mesma viagem. Sua vontade, era de largar tudo que tinha que fazer no dia seguinte e ir para Los Angeles junto com ela, mas não podia. Respirou fundo e viu Joe a observando. 

Demi: O que foi? 
Joe: Nada.
Demi: Ah, dúvido que é nada. Pode falar. 
Joe: A Mitchie é quase igual à você.
Demi: É... _disse sorrindo. 
Joe: Tem o mesmo sorriso lindo. 
Demi: Ér.. obrigada, eu acho _disse timidamente, corando. 
Joe: Ainda cora comigo? Ah, qual é Demi. Não precisa mais disso. 
Demi: Não tenho culpa se você diz coisas que não são verdades, ou coisas vergonhosas. 
Joe: Dizer verdade, então, não pode?
Demi: Sendo que a verdade para você é a mentira para mim, não, não pode. 
Joe: Ah, beleza então. Não digo mais nada. Mas é verdade, seu sorriso é lindo. 
Demi: Diz isso para sua namorada, não para mim. 

Joe ficou quieto. Não queria dizer para Ashley, mas sim para Demi. Demi se sentia tão bem com cada elogio de Joe. Como se cada elogio fizesse diferença. Mas ela havia colocado na cabeça, que ele não era mais nada e que não devia se preocupar ou ficar feliz com cada palavra que o ser dissesse. Na verdade, seu coração pulava cada vez mais forte com cada palavra de Joe, com cada aproximação, com cada toque. Ela se sentia como uma adolescente boba e tonta apaixonada. Mas não queria tirar nada antescipado, queria ter certeza do que estava sentindo, mas naquele momento, não poderia dizer nada. 
Logo Mitchie desdeu com sua malinha. Joe acompanhou Demi e Mitchie até o portão e depois as duas seguiram para a casa. Assim que chegaram, Mitchie foi levar sua mala para seu quarto e começou a arrumar outra mala, para ir na casa de sua vó. 
Demi se sentou no sofá e ligou a TV, tentando achar algum canal bom, pois de domingo nada de bom passava na TV, pelo menos ela achava. Logo Nick vem e se senta ao lado dela. Demi se encolheu um pouco no sofá. Ainda estava desconfortável com a idéia de ser namorada de Nick mesmo. 

Nick: Está tudo bem Demi? 
Demi: Claro, por que não estaria? 
Nick: Vai saber. 
Demi: Hm. Que horas vocês vão?
Nick: 3 p.m. E David não vai. 
Demi: Não? 
Nick: Não. Ele falou que tem um encontro com uma tal de Bridgit. E não sei mais o que. Dai vai ser essa noite. Você vai ficar sozinha, não tem problema para você?
Demi: Claro que não. Do mesmo jeito eu ia ficar sozinha. _deu de ombros_ Vou ficar mais na tranquilidade, sem nenhum barulho _riu
Nick: Tá sei, você vai até sentir minha falta. 
Demi: Isso é verdade _abraçou Nick. 

Era verdade, Demi sentiria muita falta dele, além de Selena e sua filha. Mas Nick também tinha um sentimento especial. Cada um de seus amigos era diferente o sentimento "especial". Nick era como seu irmão postiço. Ele nunca seria substituido, não para Demi. Saberia que poderia vir as brigas, mas nada que fosse definitivo. 

Nick: Adoro quando você me abraça. _sorriu entre o abraço. 
Demi: Eu também adoro o nosso abraço _sorriu. 

Nick estava confortável naquele abraço. Talvez, ele conseguisse desvendar tudo que ele sentia ou que um pouco da confusão fosse embora. Ele queria muito isso, queria que tudo fosse esclarecido, e que não tivesse que descobrir que sentia. 

(...)

A tarde chegou e eles foram para o aeroporto. Demi sentiria muita falta de todos eles, mas sabia que eles deviam mesmo ir na casa de Denise, se encontrar com Miley. Quem sabe até sairia uma novidade ou algo que fosse bom. Mitchie queria muito conhecer logo sua avó, mas o tempo parecia que não queria passar. 
Chegando no aeroporto, Mitchie só ficava pulando, querendo ir logo, ou convencendo que sua mãe fosse com ela. Mesmo ela sabendo que Demi não podia ir, ela insistia. Mitchie sempre fora uma menina educada e simpática, mas também teimosa. Não desistiria até conseguir. Mas agora já estava cansando, estava quase desistindo. 

Mi: Mamãe, vamos. Vai ser bom. Por favor! _insistia. 
Demi: Eu não posso ir, minha linda. Eu tenho que ir trabalhar, e não posso faltar. Por favor me entenda, querida. 
Mi: Mas mamãe, eu queria ir com você. Sem você não vai ter sentido. Por favor, vamos mamãe _dizia abraçando Demi. 
Demi: Querida, eu não posso. Mas olha, vai ser bom mesmo sem a mamãe. Você vai conhecer sua avó, seu avó e seus tios, e também amigos da mamãe. Anda, quero ver um sorriso em seu rosto.
Mi: Eu não vou conseguir sorrir sem você lá. Ain mãe, por favor. O que custa você falta um dia no trabalho? Por acaso ele é mais importante que eu e sua família? _disse ameaçando que as lágrimas saisse. 
Demi: Não gosto de ver você chorar. Olha, vai com seu pai e com a tia Sel, vai ser bom com eles. Você nem vai perceber que a mamãe não está lá. E eu vou estar, querida. Dentro do seu coraçãozinho _disse colocando sua mão no peito de Mi_ Bem lá, junto com você e para sempre. 
Mi: Eu sei mamãe _disse abraçando novamente Demi_ Eu vou sentir sua falta. Eu te amo muito _disse com algumas lágrimas escorrendo 
Demi: Também vou sentir sua falta, e te amo muito meu anjo _disse com lágrimas nos olhos. 

Depois desse momento, Mitchie parou de insistir e percebeu que era melhor que sua ficasse em casa mesmo. Não sabia o motivo, mas dentro de si, falava que era o melhor. 
Nick foi na impressa do avião, a onde colocou todas as malas. Enquanto isso, o restate ficaram sentados nas cadeiras, esperando. Mitchie estava muito sapeca, sempre perguntava como era Los Angeles, ou como sua avó era, ou o que eles iriam fazer lá. Ela estava muito ansiosa, assim como nervosa. Tentou ignorar, as vezes conseguia esquecer, mas sempre lembrava e ficava nervosa. 
Demi estava pensando em tudo que podia pensar. Tudo estava tão confuso para ela. Ela tentava achar alguma coisa que pudesse comprovar o que estava sentindo, mas nada era possivel. Nada fazia sentido. Respirou fundo, soltando um suspiro, o que fizera Selena estranha-la. 

Sel: Está tudo bem, Demi?
Demi: Ér... sim, sim. Claro. Por que não estaria?
Sel: Não sei. Você está tão esquesita depois que voltou da casa do Joe. O que aconteceu lá? 
Demi: Nada, Selena. Não aconteceu nada. Absolutamente nada. 
Sel: Dúvido. Você não fala muitas vezes a mesma coisa, com o mesmo significado. Demi, me fale o que aconteceu. 

Demi ficou em silêncio, não queria contar para ela naquele momento. Nick poderia aparecer à qualquer momento, assim como Mitchie podia ouvir. Não queria contar para ambos. Mas sabia que precisava contar para alguém, contar para uma pessoa que ela realmente confiasse e que saberia lhe dar conselhos. 

Sel: Você não confia em mim, Demi? _perguntou entristecida. 
Demi: Claro que confio Selena. Só que... eu não sei se quero contar agora, me entende?
Sel: Então, aconteceu algo? O que ele falou Demi? O que ele fez? Me diz _disse colocando as mãos nos ombros da amiga. 
Demi: Ele não me falou nada que me deixasse assim, mas... fez algo. _suspirou confusa. 
Sel: O que ele fez? Espera, vai me dizer que ele... você... _não conseguia completar a frase. 
Demi: Nos beijamos? Não, quase. 

Selena estava chocada. Pensara que Demi não faria isso novamente, mas nada é do jeito que pensamos, não é? Selena sabia que Demi ainda gostava, nem que fosse só um pouquinho, do Joe. E que ela não conseguia esquece-lo tão cedo, mas... pensara que ela tivesse alguma chance com Nick, mas... Isso a deixara mais confusa. 

Sel: Pera, então, vocês se beijaram? 
Demi: Não, Selena. Quase. Ele parou. Mas eu não conseguia parar, me entende? Parecia tão estranho. Eu não conseguia pensar e nem fazer nada. Parecia que ele tinha me hipnotizado. Nem sei o que pensar sobre isso. Melhor não falar, deixa para outro dia ou nunca mais. 
Sel: Mas...o Nick tem alguma chance com você? 
Demi: Ain Sel, não me fale disso. Não estou a fim de pensar hoje. 
Sel: Ah, tudo bem. Durante a nossa viagem, pensa bem Demi. Porque, depois que a gente voltar, ele com certeza, vai querer saber da sua resposta. 
Demi: Eu sei. _suspirou_ Isso, Selena, me deixa mais nervosa. 
Sel: Nervosa? 
Demi: É. Estou nervosa só de pensar nessas coisas. Preciso de férias em tudo.
Sel: Não exagera, Demetria. 
Demi: Não é exagero, Selena.
Sel: Não, imagina _irônica_ Agora, vamos esquecer essa conversa, depois nós conversamos melhor. Vai, inventa um assunto, rápido. _apressou
Demi: Por que eu inventaria um assunto, sendo que nós temos um assunto, que na qual, temos muitas coisas ainda para falar. 
Sel: Eu sei, mas é que o Nick está vindo. E você não vai querer que ele saiba, ou quer? _disse erguendo uma sombrancelha. 
Demi: Não, lógico que não. Ele não pode saber nada disso. Eu sei que vou estar fazendo o errado, escondendo dele, mas agora é a melhor coisa à se fazer. 
XxX: O que é a melhor coisa à se fazer? _perguntou próximo as duas. 
Demi: Ér... nada Nick. Não é nada. Não tem a melhor coisa à se fazer, absolutamente nada. Nadinha. _sorriu, tentando esconder o nervosismo. 

Nick a olhou com uma cara de que não acreditava muito. Simplesmente achava que ela estava mentindo. Ele também a conhecia muito bem. Sempre que Demi falava as palavras com os mesmo significado, é porque estava mentindo. Ele ergueu uma sombrancelha e Demi ficou mais nervosa. Ela mostrou um sorriso mais largo, tentando fazer que ele acreditasse no que ela estava dizendo. 

Nick: Tá, vou acreditar em você. _a olhou desconfiado. 
Demi: Viu, você devia sempre confiar em mim. Sempre mesmo. _disse se levantando, ficando de frente para ele. 
Nick: É, você está certa. _chegou mais perto dela. 
Demi: Sempre estou _disse se gabando, jogando seus cabelos para trás, mostrando um sorriso. 
Nick: É, você sempre está. _se aproximou novamente dela. 

Nick estava muito próximo dela. Ela não sabia o motivo da aproximação de Nick e se devia ter essa aproximação. Mas pensou no que ele disse, de pelo menos tentar. Não sabia se era o certo ou se era o que ela queria. Sabia que ele a respeitaria e deixaria ela pensar com calma. Mas por enquanto, não era isso que ele estava fazendo, ela pelo menos, achava. 

Demi: Por que está se aproximando de mim? _perguntou confusa. 

Nick abaixou a cabeça rindo pela pergunta besta que Demi fizera. Demi não entendia o motivo da risada irônica de Nick. Estava fazendo uma pergunta besta? Não, nem tanto. Ela queria tirar aquela dúvida da aproximação dele. As vezes ela queria que eles eram apenas amigos e nada mais que isso. Mas estava sendo impossível suas súplicas. 
Nick a olhou rapidamente, ainda próximos. Demi continuou olhando os olhos do garoto. Aqueles olhos castanho escuro, lindos e sinceros. Ele mostrou um sorriso para ela, lhe transmitindo confiança. Demi ainda não entendia. 
Apenas aconteceu rapidamente. Nick havia tocado seus lábios nas de Demi. Ela não conseguia se mover, e seus olhos não fecharam. Era tudo tão estranho. Já beijara Nick, mas dessa vez fora diferente. Ela sentia alguém vendo ela. Uma pessoa que ela não queria que visse? Ela não sabia, apenas sentia que alguém, talvez muito importante para ela, estava observando com tristeza. Isso a fizera ficar mais estranha que estava. 
Ficaram apenas com os lábios um e no outro. Demi finalmente fechou os olhos, mas queria acordar e ver que nada daquilo estava acontecendo. Não sabia da onde vinha esse sentimento estranho, mas sentia. Era como se ela não tivesse mais controle de seus sentimentos e ele ficasse solto. 
Nick se afastou dela e a olhou. Demi abriu os olhos e o viu olhando para ela. Sentiu suas bochechas corarem. Sempre era assim, sentia-se muito envergonhada com esses tipos de coisas. Mas Demi viajava. Ela achava que ele devia ter falando e não ter a "beijado". Mas, por que ele não fizera desse jeito? Seria apenas um teste? Ah, ela não conseguia achar uma resposta para suas perguntas. Ela nem sabia o que estava pensando, apenas viajava, como se estivesse achando a resposta que queria para suas perguntas. 

Demi: Por que fez isso, Nick? _perguntou calma. Não queria arrumar brigas com ele justo naquele dia.
Nick: Você não queria saber o motivo da minha aproximação? Então, eu queria te beijar. _deu de ombros. 
Demi: E você fala assim, normal? _perguntou não o entendendo. 
Nick: Eu... _percebeu o que tinha acontecido_ Ain, Demi, me desculpe. Juro que não foi... não posso jurar, esquece. Mas, por favor, me desculpa _disse suplicando. 
Demi: Impossivel não desculpar você. _Nick sorriu_ Mas não faça isso. Vou achar que você está me precionando para falar logo sua resposta. Mas é que... ainda não conseguia acha-la, sabe?
Nick: Não, tudo bem. Eu te entendo. 

Anunciaram o vôo de Los Angeles, fazendo com que Demi se assustasse. Mas ignoram. Eles e despediram e foram. Demi não pode conter as lágrimas que escorriam de seu rosto, por sua filha estar indo para outra cidade, mesmo sabendo que ela estava segura. Mas só ficaria bem, quando a ve-la novamente. 
Demi saiu do aeroporto e foi para o estacionanto, onde o carro estava estacionado. Entrou dentro dele, e partiu para fora do estacionamento. Quando pagou para o cara, ela viu uma pessoa andando pelas ruas, normalmente. Ela tinha que chama-lo. O que ele estava fazendo andando pela rua, além de estar sozinho? 

Demi: HEY JOE! _chamou. 

Ele rapidamente virou para ela. Quando à viu, não soube o que devia fazer. Ele não entendia essa dificuldade de falar com ela. Sem dizer nada e por impulso, caminhou até o encontro dela. 

Joe: E ai? _perguntou
Demi: Está tudo bem? _perguntou preocupada. 
Joe: Estou. _respondeu grosso. 
Demi: Não está. Entra aqui agora. 
Joe: E por que eu entraria? 
Demi: Somos vizinhos. O que custa eu te oferecer uma carona, hein? E outra, já fomos amigos, ou ainda somos, sei lá. Isso não vem ao caso agora. O que vale, é que eu quero te dar essa carona e você vai aceitar. 
Joe: Ah vou, é? _ergueu uma sobrancelha
Demi: Lógico que vai. Anda, entra! Ou vai querer que uma garota te empurre para dentro do carro?
Joe: Não, obrigado! _entrou dentro do carro. 

Demi deu a partida, indo para fora do estacionamente, enfrentando o transito. O silêncio reinou dentro do carro. Mesmo com tanto tempo sem se verem direito, eles não tinham o que falar. Se alguém falasse algo, poderia magoar o outro. Demi não estava mais aguentando aquele silêncio, então, ligou o som. Começou a tocar Need You Now de Lady Antebellum. Demi sorriu e começou junto com a música. Joe a olhou rapidamente, e viu o sorriso estampado no rosto de Demi, enquanto cantava. Ele não pode evitar de mostrar um sorriso por ela. 

Demi: Vai, canta junto comigo. 
Joe: Ah, não. Não gosto muito dessa música. 
Demi: Que mentira. Você gostava, eu lembro. Anda, canta comigo! _ordenou. 

Joe não queria cantar, mas acabou deixando ser levado pela música. Cantou junto com ela a música inteira. As vezes, os dois se olhavam e sorriam para o outro. Era diferente, mas fofo. Fazia tempo que eles não cantavam juntos e nem faziam nada juntos. 
Silêncio novamente tomou conta no carro, depois que a música acabou. Demi queria que ele falasse algo para ela ou algo sobre ela. Ela sentia isso. Seu coração batia forte, mas estava conseguindo acalma-lo. Coisa que quase nunca acontece. 

Joe: Você ainda gosta daquela música? _perguntou quebrando o silêncio. 
Demi: Qual música? 
Joe: Aquela que estavamos cantando. 
Demi: Ah, Need You Now? _Joe assentiu_ Ah, eu amo ainda. _sorriu e Joe riu
Joe: Continua com os mesmos gostos?
Demi: Alguns. 
Joe: Hm... Demi?
Demi: Oi. 
Joe: Você e o Nick... ér... estão... junto? _perguntou por fim. 

Demi ficou calada. Não sabia se mentiria ou se falaria a verdade. Não saia o que aconteceria se caso falasse uma ou outra. Joe percebeu o jeito que Demi ficou, mas precisava saber, não iria deixar ela escapar para responde-lo, não mesmo. 

Joe: Seja sincera comigo, Demetria. Por favor. _implorou


Capítulo 101 - "Você ainda me ama?"

Demi o olhou. Olhos nos olhos. Estavam parados no semáfaro, então, não teria perigo de algum acidente e nem nada. Olhos nos olhos saberiam que não mentiria. Nem Demi não sabia o que dizer, mas achava melhor falar a verdade. Mesmo não sendo a mesma coisa e nem mudando nada, ela queria conta-lo a verdade. O ditado, mentira tem perna curta, é verdade. Se ela mentisse, uma hora ou outra, ele descobriria. 

Demi: Vou ser sincera, Joe, pode ficar tranquilo. Eu e o Nick.. estamos meio que... _ela não conseguia completar. 
Joe: Meio que... ? _perguntou_ Pode confiar em mim, Demi. Você sempre confiou em mim e dessa vez não pode ser diferente e nem vai ser. Acredte em mim e confia. _disse lhe transmitindo confiança. 

Demi não conseguia dizer nada, as palavras estavam paradas na garganta. Parecia que tinha um tijolo entre sua garganta para não dizer nada. Ela respirou fundo, tentado dizer, mas não conseguia. Ela sabia que devia confiar em Joe, sabia que ele não faria nada de mal com ela, mas estava sendo difícil. Pois da última vez que confiou nele, ele terminou com ela. Não queria que a amizade que eles estavam começando a ter, terminasse sem mais ou menos, ou sem sentido. Ela se sentia tão bem perto dele, que não queria que ele saisse de seu lado. 
Se assustaram ao ouvirem buzinhas. Demi rapidamente olhou para o semáforo e percebeu que tinha aberto. Acelerou o carro e foram embora. Ninguém dizia nada, apenas as mentes funcionava naquele momento. 
Durante todo o caminho, Demi pensara no que Joe lhe dizera. Mesmo que ela tentasse se contrariar, não conseguia fazer isso. Amava Joe, mas não confiava nele. Era tão... difícil para ela. Mesmo que ela tentasse esquece-lo, não conseguia, assim como confiar.
Já Joe se sentia mal por pensar, saber que Demi não confiava nele. Sabia que ele não merecia, mas ela aceitou "numa boa". De repente, sentiu algo dentro de seu peito, em seu coração. Não sabia bem esse sentimento e nem o que ele significava, mas era profundo. Ele teve vontade de falar tudo que tinha estava na garganta ou como ele se sentia. Mas não tinha coragem. 
Logo chegaram na frente da casa de Demi. Joe desceu rapidamente do carro, enquanto Demi pegava suas coisas. Depois de descer do carro, Demi fica de frente para Joe. Ela sorre normalmente, o que faz Joe retribuir o sorriso. 

Joe: Obrigada pela carona. 
Demi: Imagina. O que você estava fazendo lá, naquela hora? 
Joe: Ah, é que Ashley foi viajar para gravar um filme lá. Nem sei o nome. 
Demi: Hm, então você foi leva-la?
Joe: Isso. Só que não fui de carro, porque estava com preguiça de pegar na garagem. 
Demi: Seu preguiçoso _riu_ Então, o senhor estava com preguiça de tirar o carro da garagem, mas estava disposto à ir a pé no aeroporto? Inacreditável. _riu
Joe: Que é?
Demi: Você é estranho, Joe. 
Joe: Eu sei que sou. 
Demi: Você sabe que isso não foi um elogio, né?
Joe: Eu se... o que? Pera ai, não foi um elogio?
Demi: Não _riu_ Vamos dizer que quase. Quem sabe?
Joe: Ah tá. Tudo bem, eu acho. Sei lá. _disse desistindo_ Você não terminou de me dizer o que você tem com meu irmão. 
Demi: Você não precisa saber, Joseph _disse abaixando a cabeça. 
Joe: Você não confia em mim? _disse erguendo o rosto de Demi com suas mãos_ Confia em mim, sei que você pode fazer isso novamente. Demi, quero apenas a verdade e que você seja sincera comigo. Poxa, nos conhecemos faz muito tempo, fomos melhor amigos, irmãos e... _ele parou nessa parte_ esquece. Fale se você quiser _disse soltando suas mãos do rosto dela.
Demi: Ér... quer entrar em casa? _perguntou sem graça. 
Joe: Não. Talvez mais tarde eu apareça. 
Demi: Tá... então, ér... tchau. _acenou e entrou dentro de casa. 

Demi entrou em sua casa, fechou rapidamente a porta e ficou de costa para ela. Ela não sabia o que estava acontecendo com si mesma. Estava tão estranha. Se sentia diferente, estranha com Joe. Aquele efeito que só ele fazia com ela estava voltando. Isso era bom ou ruim? Ela não sabia responder essa pergunta tão... difícil para ela.
Ela pensara no que Joe lhe dizera. Aquelas palavras de não confiar nele, estavam em sua mente e soava enquanto deixava lágrimas descerem de seu rosto frágil. Não sabia o motivo das lágrimas, apenas deixava elas sairem. As vezes, chorar é o melhor remédio, pois depois você se sente tão aliviada. Mesmo ela querendo confiar nele, não conseguia. Uma barreira grande havia se formado em seu coração, não conseguindo confiar. 
Respirou fundo e foi ao seu quarto, onde tomou um banho demorado e relaxante. Era isso que ela precisava, relaxar. Esquecer os problemas, esquecer que tem um trabalho, que não é mais uma adolescente, e principalmente, esquecer de seus sentimentos e de Joe. Após o banho, colocou seu pijama simples, afinal, ficaria em casa sozinha. 
Desceu as escadas, indo para sala, onde se sentou no sofá. Ligou a TV e ficou mudando de canais até achar algum que prestasse. Mas nada passava que ela gostava. Respirou fundo, com uma certa preguiça de se levantar, mas levantou indo para a pilha de DVD, e escolhei um. Colocou o disco do DVD dentro do aparelho e voltou a se sentar. Pegou o controle remoto e clicou em 'play'. Estava assistindo Crepúsculo. Gostava muito desse filme, mas fazia tempo que não assistia. Havia batido uma saudade de assistir. 
Já havia passado uns minutinhos, quando a campainha tocou. Demi se assustou. Clicou 'stop' no controle remoto e se levantou do sofá, com uma preguiça maior que anterior. Seus olhos estavam quase se fechando. Mesmo cansava, queria terminar de assistir o filme. Abriu a porta e viu quem era. 
Ele estava lindo, usava uma calça jeans, com uma regata listrada eum tênis. Estava simples, mas lindo. Demi o olhou de cima a baixo, achando que ele estaria saindo para algum lugar. Ele não ficaria na casa dela com uma roupa simples, mas lindo demais. Espantou seus pensamentos e decidiu falar. 

Demi: O que está fazendo aqui, Joe?
Joe: Ah, obrigada pela consideração _colocou uma mão no coração_ Eu vim aqui te fazer companhia. 
Demi: E quem disse que eu preciso de companhia?
Joe: Nossa, essa magôou _disse com voz de choro_ Ninguém, mas eu vim com minha própria vontade. Acha mesmo que eu deixaria você, uma menininha indefesa, ficar em casa sozinha, sem nenhum homem na casa para protege-la? _ele exagerou, pensou Demi. 
Demi: E você acha que vai ser o homem que vai me progeter? É mais fácil eu me proteger sozinha do que ser protegida por você. 
Joe: O que te deu hoje, hein? É o dia de dar patadas no Joe? _disse indignado. 
Demi: Se você preferir, não vai ser só patadas no modo moral, mas sim, patadas na cara, no braço, e se depender, no corpo inteiro _disse se aproximando. 
Joe: Calma Demi, está de TPM? _disse segurando o riso. 
Demi: Joseph Adams Jonas, se você continuar falando assim, eu juro que te dou uma patada na tua cara agora mesmo. 
Joe: Tá, parei. Mas agora falando sério. Eu vim te fazer companhia. Eu sei que você não me chamou e nem nada, mas você acha mesmo que vou te deixar sozinha nessa casa gigante? Nem querendo. Agora, você querendo ou não, vou ficar na sua casa de companhia. 
Demi: E com que direito você vai entrar na minha casa? 
Joe: Demetria, para de ser durona, tá? Essa sua fase já passou. Agora, vou entrar _disse entrando na casa, passando entre a Demi. 
Demi: Tá, pode entrar _disse brava, fechando a porta com toda força. 
Joe: Eu já entrei, tonta. _disse se sentando no sofá. 
Demi: Se você me xingar de novo, eu vou te jogar para fora da minha casa. Mas não vai ser pela porta, não Joseph. Vai ser pela janela mesmo! _disse mais brava, se sentando em um outro sofá. 
Joe: Dúvido que você faz isso. 
Demi: Duvida mesmo? _o olhando com cara de má. 
Joe: Ah qual é, acha mesmo que essa sua cara vai me fazer ficar com medo? Haha _riu, fazendo Demi ficar com raiva, mas ao mesmo tempo ria junto com ele.
Demi: Tá, eu não sou tão má assim, mas posso ser um dia. _fez careta. 
Joe: Demi, eu dúvido muito. Você não tem coragem nem de matar uma formiguinha, imagina me jogar pela janela? 
Demi: Nada é impossivel, querido. Agora, fica quietinho, porque quero terminar de assistir o filme. 
Joe: Ah, fala sério. Crepúsculo? 
Demi: Tem algo contra?
Joe: Tenho. Eu não gosto desse filme. É muito chato. Não tem como colocar outro, não?
Demi: Joe, se você reclamar mais uma vez, eu te expulso da minha casa. 
Joe: Demi, você está muito chata hoje. Vou te falar, hein. Mas falando sério, o que houve para você estar assim tão... chatinha? 
Demi: Eu não estou chata, só... estranha. 
Joe: Estranha de que modo? 
Demi: Desde quando você se importa?
Joe: Para ser sincero, desde sempre. 
Demi: Dúvido. Você nunca se importou comigo. Nem quando você ter... _parou, quando se deu conta do que ia dizer. 
Joe: Quando eu terminei com você? _perguntou, completando_ Você que acha que eu nunca me importei, mas me importo sim. Depois que você saiu de Los Angeles, achei que nunca mais ia te ver. Fiquei muito triste e mal por você ter ido. Me senti culpado. Sei que a culpa foi minha por você ter ido embora, mas precisava tudo aquilo?
Demi: Precisava Joe, como precisava. Acho que não ficaria bem sabendo que você estava se comendo com outra. Acha que eu ficaria feliz? Posso até ser boazinha as vezes, mas sempre tem um fim. A minha bondade acabou para você. _disse clicando 'play' no controle remoto. 

Demi não queria chegar nessa conversa. Ela tinha recuperado o que sentia por Joe, mas agora, ele com certeza queria saber. Ela não queria desabafar com ele, pois não confiava tanto assim nele. Já Joe, queria saber certinho tudo. Talvez isso pudesse mudar algo, pudesse fazer que voltasse tudo ao normal. Porém, podem ser apenas pensamentos. 
Joe pegou o controle da mão de Demi e clicou 'pausa'. Fazendo Demi virar para ele, com uma cara mais brava. Ele sabia que ela não gostava quando faziam isso com ela, mas precisava. 

Demi: Me devolve o controle, Joseph! _mandou, entredentes. 
Joe: Primeiro vamos conversar. 
Demi: Não temos nada para conversar e não quero conversar sobre nada com você. 
Joe: Mas precisamos, Demetria. Acha que vai fugir desse assunto para sempre? Não, vamos conversar agora mesmo. 
Demi: E se eu não quiser falar, hein? Eu posso ficar muito bem quieta e não responder absolutamente nada o que você perguntar. Ah, é isso mesmo que vou fazer _sorriu cinicamente. 
Joe: Você que sabe. Só te aviso que posso ser bem irritante quando quero, e você sabe disso. Não desisto até conseguir o que quero. E no momento, posso arrancar todas suas palavras.
Demi: Você que sabe _disse com uma voz grossa, imitando Joe_ Você é tolo, né? Acorda, eu sei como você é, mas não vai conseguir tirar nada da minha boca. 
Joe: Posso até não tirar nada da sua boca, mas dos seus olhos, eu posso. _disse olhando nos olhos dela. 

Demi por um instante ficou quieta. Sabia que Joe podia fazer isso mesmo. Só ele sabia o que ela queria, o que ela sente quando olha nos olhos. Seus pensamentos estavam tão misturados, que por um momento não sabia o motivo de estar tão "chata" com Joe. Ele bem que merecia, mas não entendia o por que daquelas palavras sairem sem ela querer. 
Demi desviou o olhar, fazendo com que Joe tivesse a certeza que ele conseguia tirar as palavras, apenas com o olhar. 

Joe: Hey, _disse levantando o queixo da Demi com sua mão, onde permaneceu, olhando nos olhos_ confia em mim. Não quero chato em te pressionar para conversar, mas é que... precisamos. Quando você foi embora, nem se despediu de mim. Foi e nem mandou um e-mail. 
Demi: Acha mesmo que eu ia me despedir de você? _disse deixando algumas lágrimas rebeldes escorrerem_ Joseph, você me fez sentir um lixo. Acha que eu ia falar tchau para você como se nada tivesse acontecido? Tudo que você me disse, me machucou. Principalmente, quando você me disse que a amava. Agora você me encontra e quer explicações? Você não tem esse direito. Nunca teve e nunca vai ter. 
Joe: Eu não quero explicações, só... conversar... como... antes. _disse com lágrimas nos olhos. 
Demi: Acho que nunca mais vamos conversar como antes, Joe. _disse tirando a mão de Joe de seu queixo, olhando para o chão.
Joe: Mas... e hoje a tarde? 
Demi: Aquilo foi quando você não tocou no assunto. Mas do mesmo jeito, me sinto machucada. Parece que quando finalmente nos recuperamos, tudo volta. É como se não tivesse a cura. 
Joe: Está querendo dizer que nosso namoro não foi bom?
Demi: Não. Eu estou querendo dizer que o que você falou para mim não foi bom, foi horrivel. O pior dia da minha vida. Mas nosso namoro foi muito bom, foi... maravilhoso _suspirou_ Acho que se eu pudesse reviver aquela época, eu reviveria. Mas dessa vez, eu faria com que você nunca tivesse conhecido a Ashley. Talvez... se estivessemos juntos, hoje, seriamos uma família. 

Demi deixava umas lágrimas escorrerem, não queria segura-las e depois desabafa-las num lugar sozinha. Queria que Joe a visse como ela sentiu quando ele terminou com ela. Maldade? Vingança? Não, ela apenas não queria segurar as lágrimas. 
Joe se sentia tão mal, mas sabia que era sua culpa. Não era bem sua culpa, pois apenas aconteceu, mas ele não sabia como se sentia. Apenas um sentimento ruim dentro dele. Ele queria que a última frase que ela disse, fora verdade. Desejou tanto que agora tivesse uma família com ela. Porém, ele sabia que não conseguiria nunca mais isso.
Ele fechou os olhos, segurando as lágrimas. Aquelas palavras batiam dentro de sua mente e seu coração batia muito forte dentro de seu peito. Parecia que ele iria sair. Ao abrir os olhos, viu que Demi chorava silenciosamente. Sabia que ela não conseguia segurar as lágrimas. 
Sem pensar duas vezes, a abraçou fortemente. Não sabia se fizera o certo, mas precisava abraça-la, precisava daquele abraço. Ele não gostava de ve-la daquele jeito. Demi estranhou o abraço, mas cedeu, pois precisava de um abraço. Ela não pode evitar que as lágrimas saisse em mais quantidade com o abraço caloroso que Joe lhe dera. 
Demi se afastou dele, o olhou. Eles se olhavam no fundo dos olhos do outro. Ambos se sentiam tão bem e ao mesmo tempo mal. Os olhares estavam tão profundos. Demi desviou o olhar, olhando para o chão novamente. 

Joe: Você ainda me ama? _perguntou, como um sussurro. 
Demi: O que? Repete, eu não ouvi. _disse olhando para ele. 
Joe: Você ainda me ama? _perguntou olhando nos olhos dela. 

_(***)_

Selena estava sentada no banco, com Mitchie ao seu lado, e Nick ao lado de Mi. Mi dormia como um anjo em seu ombro. Amava tanto aquela menina, que até daria sua vida por ela, mesmo não sendo sua filha, mas era como uma.Ela estava tão feliz por estar indo para Los Angeles, sentia falta. 
Ela olhou para Mitchie, e logo para Nick, que estava prestando atenção na TV. Ela pensou em como seria sua vida, se caso agora, ela e Nick estivessem juntos, e com uma filha. Ela sorriu ao pensar nisso, mas sabia que era impossivel. Nick gostava de sua melhor amiga, não queria que ele fosse infeliz com ela. Por isso, queria que ele fosse feliz com sua melhor amiga. Desfez o sorriso ao pensar nisso. 
Ela voltou à olhar para frente, onde não conseguia deixar de lembrar dos momentos que os dois eram felizes. Cada momento junto, cada beijo, cada carícia, que ela sentia tanta falta. Parecia que aqueles dias nunca iriam voltar, mas sempre tinha uma pequena esperança. 
Ela estava tão longe com seus pensamentos, que nem ouviu Nick a chamando. Quase acordou Mi com o grito que dera, para que Selena o ouvisse. 

Sel: Você está louco? Quer acordar a Mitchie? Deixa ela dormir! _disse um pouco brava. 
Nick: Você que é surda. Não ouve que eu estou te chamando faz umas meia hora? 
Sel: Que exagero. Você é louco mesmo. E eu não sou surda. Você está com inveja, porque a Mitchie está dormindo e você não. _sempre com palhaçadas, pensou Nick. 
Nick: Selena, para de brincadeira, estou falando sério. 
Sel: Tá, o que você quer?
Nick: Preciso de um conselho.
Sel: Pode falar, estou ouvindo. _disse o olhando
Nick: O que você faria... caso estivesse confuso entre duas meninas. No seu caso, dois meninos. Uma ou um, você se sente tão bem, que faria qualquer coisa por essa pessoa. Você gostaria de ter mais tempo com ela, gostaria de passar muito tempo ao lado dela. E com a outra, você só quer o bem dela, só quer te-la ao seu lado. 
Sel: Nick, essa é fácil, eu... _interrompida
Nick: Não é tão fácil assim como você fala não Selena. Tem uma coisa que pode acabar com tudo e também pode fazer eu ficar sem nenhuma delas. 
Sel: Putz, o que seria esse "pior"?
Nick: Esse pior, seria que se elas, ou no seu caso, eles, fossem melhores amigos
Sel: Ah Nick, eu... _percebeu o que Nick lhe disse_ Espera, você não está dizendo de mim e da Demi, né? _disse, engolindo seco.

Continua... xD

E aaê? Gostaram? Espero que sim ^.^
Viu, agradeço eternamente por esses capítulos, pois só consigo com as palavras de vocês, com cada elogio, com cada 'posta logo', com cada opinião. Eu só tenho que agradecer à vocês, por terem me dado a oportunidade de escrever as histórias. Parece que cada dia que passa, fico com mais vontade de escrever, mas nem sempre dá para entrar no note :X. Mesmo assim, eu tento dar o melhor de mim. E ficaria feliz, se vocês comentassem, mesmo eu não respondendo os coments. Eu sei que não sou a melhor pessoa desse mundo, e nem a melhor escritora, mas queria muito que vocês comentassem, expondo o que acharam do capítulo, se precisa melhorar ou não. Só não vou cobrar a quantidade :)
Gente, eu tenho uma notícia :: A fic está acabando. Vocês devem estar pensando assim, como? o que? Pois é, está acabando. Mas isso não quer dizer que eu pare de escrever essa fic. Vocês devem estar se perguntando, hã? Pois é, vai ter mais uns 20 capítulos pela frente, ou até 30 mas ainda não posso confirmar nada, mas é que a criatividade para ter uma quarta temporada está acabando, então, acho que vou tentar escrever todos os capítulos essa e semana que vem, dai eu faço uma maratona. Nada confirmado, só relembrando. Talvez. Mas então, em vez de ter uma quarta temporada, irei fazer uns... capítulos bônus? Que tal? Uma está na mente já. Mas não posso falar que vai ter, porque ainda não terminei essa fic, mas logo vai acabar :X
E não vou responder os coments. :X. Me desculpem mesmo. Acho que vou tentar postar um capítulo nesse fim de semana, e se eu conseguir, eu respondo os coments. Se der tempo, no próximo capítulo respondo. 
Agradeço eternamente quem está votando em mim na HM Awards Fics, isso significa muito para mim, assim como cada comentário. Obrigada por me fazerem feliz *-*

Thanks for everything for everybody :*
Fiquem com Deus; 
Love you so much <3'
Kisses ~

22 comentários:

  1. Ahh perfeito! Vou ler e já volto comentar mais.
    May

    ResponderExcluir
  2. O.O Ameei Perfeito Lindo AAAAAAA posta logo *-*

    ResponderExcluir
  3. OMG , você quer me matar não é ? Terminar na hora que o Nick pergunta pra selena . Ah que tortura :/ . E os jemi então ? ,totalmente perfeito ! Ah florzinha , não faz mal não ter postado ontem .Você postou e ainda dois capitulos - suspiro- . Oque eu ainda posso dizer dessa história tão incrivel *--* ? Dessa história que me faz um bem inexplicável e me faz ruer as unhas todos os dias de curiosidede ...

    Esta lindo , perfeito , maravilhoso ! Eu te peço do coração , POSTA LOGO ! :*

    ResponderExcluir
  4. "Voce ainda me ama?" COMO VC PARA BEM NESSA PARTE? ASSIM EU VO INFARTA DE VEZ!!!E OLHA Q EU JA TENHO PRBLEMA NO CORAÇÃO!!!

    posso faze uma lista do que eu qro q aconteça?(independente de sim ou naum vo faze assim msm kkkk)
    ai vai:
    1.Demi fala q ainda ama o Joe.
    2.Joe beijar Demi apaixonadamente por bastante tempo.
    3. vc dizer q a Mitchie é filha da Demi com o Joe.
    4.fazer o Joe terminar com a vacashley pra ficar com a Demi.
    5.fazer a Mitchie gostar de saber q é filha do Joe com a Demi.
    6.fazer Joe pedir Demi em casamento.
    7.fazer Demi e Joe terem um segundo filho.
    8.fazer o Nick sair da cola da Demi pra ela pode fica com o Joe.
    e por ultimo fazer uma coisa q eu peço faz tempo:
    9. azer a vacashley se f***
    (nem é mta coisa néh hsuasaushash)
    bom, achu q é só isso.
    tah incrivel os capitulos, eu achu q no proximo tem beijo, kkkkkkkk
    posta logo o proximo.
    bjs,
    Luuh

    ResponderExcluir
  5. Mylena.C.JonasBrothers22 de setembro de 2011 19:05

    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAH ELES SE BEIJARAM
    Ah você não tem idéia de como eu esperei, pra isso!
    Eu amei!
    AH QUE LINDO, EU AMEI, TUDO, EU VOU COMENTAR RAPIDINHO, POR QUE HOJE EU TO MEIO MAU ...
    Então, assim, ta lindo, eu realmente adorei, demorei bastante pra ler, por que tava enooooooooorme...
    POSTA LOOOOOGO
    BEIJOOOOOOOOS'

    ResponderExcluir
  6. MEU DEUS. VOCE SE SUPEROU COM ESSES DOIS CAPITULOS HEIN DONA FANNYH?! OMG. MOMENTO QUEIXO CAÍDO CINCO MINUTOS.
    NOSSA, SEM PALAVRAS, ABSOLUTAMENTE P-E-R-F-E-I-T-O. SÓ ISSO.
    Eu fui a primeira?!AHHHHHHHHHHHHHHHHHH THE FIRST! UHUUL!!! PASOKASOKPOAS'
    Tá fia, eu sei que tenho meus momentos de burrinha e idiota, mas voce não vai parar de escrever e publicar nesse blog né?! '-'
    huum findi pra Jemi sozinhos em casa... Isso não vai dar boa coisa... Ou vai!? '.'
    Aaain, tão fofinho o momento Meni (demi e Mitchie) Sério, lembrei de " A Ultima Musica" quase chorei, pra ser mais exata.
    Minha flor, não precisa se desculpar por não ter postado ontem. Sei como é isso, é terrivel quando tenho dor de cabeça. Sabe, pra mim é mais seguido ainda por causa do acidente. U_U tá, mas isso não vem ao caso. Sério, suas fics são as melhores. As unicas que realmente me deixam ansiosa para ler. Você é uma ótima escritora. :)
    Momento Nelena! oiin *0* ain ain ela descobriu!!
    Até que enfim né Sel?! u.u
    Nemi! Ain, tadinha da minha linda Sel! ç.ç Nick safado. paokspa'
    eeee' até que enfim acertei que não ia ter beijo! uhu' ~dancinha louca~.
    Mas e Miley?! É no outro capitulo?! #tomara. okaps'
    Bom, como sempre, perfeitão. Posta qdo puder flor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. PERFEITOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS! LINDOS MARAVILHOSOS! POSTA LOGOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO! BEIJOS

    ResponderExcluir
  8. AA MUITO LINDOO
    LEITORA NOVA!
    POSTA MAISSSSS
    divulga meu bolg?
    http://youaremyonlyshorty.blogspot.com/
    bjz

    ResponderExcluir
  9. PERFEITOOOOOOOOOOOO*---*

    como vc para na hora que a sel pergunta pro nick?????

    AHHHHHHHHHHHHHH VOU PIRAR!!

    P.S:acompanho a fic desde o começo mais essa é a primeira vez que comento.
    isso nao quer dizer que eu n gosto eu AMOOOO + é q n deu!ESPERO QUE ENTENDA!!!

    BJIMMMM



    POSTA LOGOOOOOOOOOOO!PLEASE!!!

    ResponderExcluir
  10. AAAAAAAAAAH PERFECT! **O*

    ResponderExcluir
  11. LINDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO, POSTAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    RAPIDO POR FAVOR VAIIIIIIIII POR FAVOR POSTA, EU ESTOU..... SEI LÁ MEGA CURIOSA

    ResponderExcluir
  12. perfeitooooooooooooooooooooooo
    postaaaaaaaaaaaaa
    muito legallllllllllllllllllllllll
    to viciada
    publica?
    http://jemi-becauseofyou.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. AAAAAAAAAAAAAAAAA QUE PERFEITO,estou louca pra saber o que o Nick vai responder pra Sel,e claro a resposta da Demi pro Joe,POSTA LOGO POR FAVORRRRRRRRRRRRR ta muuuuuuuuuuito perfeita vc realmente e INCRIVEL.PS.:Desculpa por nao comentar,meu pc e mt lento tem e ruim pra mim poder comentar,mas sempre acompanho pelo celelar

    ResponderExcluir
  14. OMG! Tá lindooo mesmo!
    Hum..Quero a resposta da demi! Demi, diz que sim, mesmo que seja dificil!
    E vc Nick... Tem cuidado com o que diz, vc pode magoar a Selena.
    AMEI ESSE CAPITULO, TAL COMO AMO TODOS OS OUTROS!
    Já chegou a 100 capitulos, parabéns! Se vc já chegou aqui é porque sua história é maravilhosa!
    Poste assim que puder, tou muito ansiosa!

    Kiss =)

    ResponderExcluir
  15. O.O
    aaaaaaaaaah pireeiii ta muitoo maraa amei os nelena e os jemiii *-* muito fofoo

    ResponderExcluir
  16. Euri de mais com o Joe irritando a Demi
    Sério,não diga que vc n é melhor a escritora pq na minha opinião essa é a melhor fic que eu leio
    Só uma coisa que me deixou confusa: No aeroporto quando ps Nemi se beijaram quem estava vendo era a Selena ou o Joe?O.o
    Pq a Demi gosta dois dois e os dois ficariam tristes em ver o beijo #entendeomeudilema e #euseiquesouburra
    Posta logo
    Kisses ;*

    ResponderExcluir
  17. Aiii meu Deus .
    Vooc quer me matar ? Eu to aki , quase morrendo mesmo . Sério !!
    Vooc , escreve como ninguém . A melhor escriotora de todas . E nem vem dizer que éer , por que é sim !
    Eu amo , essa fic ôooo . E a cada capitulo eu perco mais vidas ( lembra ? ) , acho que eu já tive que me carregar mais umas 115451851521 vezes ( existe isso ? ).
    Veew , eu acho , que sem essa fic , eu já não sobrevivo .
    A sua fic é um vicio beest *-----* .
    Orgulho de dizer que sou #FãDeCarteirinha ^^.
    Apesar , das vezes , eu não comentar por que não entrei na net , ou por que to de castigo , o que a maioria . Eu leio todos m tudinhooo mesmo . Teve até uma vez , que eu li TUDO do começo até o capitulo , que você tinha postado , só por que eu tava com saudade de Nelena haha . Loucura néer ? aushuahs'
    Amo de mais <3

    xxxxx♥xxxxxxxx♥xxxxxxx♥xxxxxxx♥xxxxxxx♥xxxxx♥xxx

    Capitulo 100 ^^
    Momento , JEMI <3 , totalmente perfeito . Sabe eu amo de mais ^^ shahus'#SouLoucaMesmo.
    -MelDeus , quase que , a Mi pega , Jemi .Imagina se ela pegasse ? Imagino a reação dela .
    AAAAAAAAAAAAH "beijo" Nemi no aeroporto ! Sério , eu não sei mais quem eu prefiro Jemi ou Nemi ? Aii Jemi é Jemi néer ?asiuahus'
    AAAAAAAAAAH eles cantaram Need You Now , di noovo . Que lindo , que lindo , que lindo ^^

    Capitulo 101

    Ta , agora eu sei como Joe , é pirracento .
    asuhausha'
    Ri de mais ô veeeew' hsuahs'
    Joe , realmente não é indireto com as palavras néer ? Admito , nesse caso , eu sou igual á ele.
    Eitchaaaaa , Selena descubriu tudinho ? E agora , como o meu Nicky vai ficar ? O que ele vai dizer ? Como que ele vai reagir ? AI MEU DEUS .
    suahsuha'

    -MilBeijos
    Te amo <3

    ResponderExcluir
  18. AAAAAAAAAAAAAAAA eu tambem quero uma lista ta lavai:olha vai ser 5 ou6 de jemi e 5 ou 4 de nelena
    1eu quero que joe e demi adimitemque se amam
    2que joe pessa demi em casamento
    3que jemi tenha outro filho agora menino
    4que Mitchie saiba que é filha de joe e demi
    5que Mitchie ñ fique triste por ñ saber a verdade sobre o pai
    Agora nelena:
    6que nick descubra de é apaixonado por sel e por demi é só amor de irmão
    7que sel fale pra nick que ainda o ama
    8que eles se casem
    9que nelana tenha filhos
    10que os filho seja gemeos casal
    não é nem tão grende assim minha lista né?
    então agora falar mais serio ainda adorei o episodi adorei se paixão
    e posta logo ta?
    bjus

    ResponderExcluir

Did you like? I hope so. Tell me what you think about it. I will be happy *-*
Thanks, xoxo.