domingo, 10 de julho de 2011

Mini Web :: I'll always remember you _Parte 1

Parte 1/2

~FlashBack#
Demi acabara de chegar em casa. Chorando. As lágrimas saiam mais e mais. Chorava por aquilo estar acontecendo. Não acreditando. Subiu para seu quarto. Pegou sua mala, e colocou algumas roupas, as que mais gostava. Arrumou sua mala. Se olhou no espelho e viu seu reflexo. Sua roupa que usava estava um pouco amassada. Ela usava uma calça jeans, uma regata e um salto pequeno. Sua maquiagem toda borrada por estar chorando. Ela se odiava, justo com ela?. Ouviu uma batida na porta. Já sabendo quem era. Seu marido, Joe Jonas com sua filha, Nicole. Ela saiu de seu quarto e foi para a escada. Lá viu, as pessoas que ela mais amava, sua vida. Joe e Nicole brincando. Ela amava muito os dois. Ela desceu com as malas em sua mão, e parou na sala, onde os dois estavam no sofá brincando. Demi se emocionou e chorou mais. Joe viu que ela estava lá, ele estava sorrindo, mas logo seu sorriso se desfez quando viu sua amada chorando e ainda com uma mala em sua mão. Ele correu e a abraçou. Demi correspondeu na hora. Queria ficar ali com sua familia, com as pessoas mais importantes na vida dela, mas não podia. Nicole que tinha apenas 1 aninho, não entendia nada. Demi foi chorando mais e mais. Joe não entendia nada. Logo se separaram do abraço. 

Joe: A onde você está indo?
Demi: Joe... eu preciso ir embora... _ela chorava mais. 
Joe: O que? Ir embora? Por que Demi? O que eu te fiz? Eu te amo, não vá. 
Demi: Joe, me desculpe. Não é nada contra você. É eu. Você é um marido perfeito, um pai perfeito. Mas eu preciso ir. Me desculpe... 
Joe: Por que Demi? Por que? _dizia já derramando as primeiras lágrimas
Demi: Eu... eu tenho uma doença grave, e o doutor me recomendou ir em uma clinica e... 
Joe: Demi, eu posso ir com você. Não me deixa... 
Demi: Me desculpe Joe. Tome essa carta _lhe entrou uma carta_ Aqui, tem meu amor por você, minhas explicações. Eu te amo muito. Nunca se esqueça disso... I'll always remember you. 

Demi saiu correndo da casa, não acreditara que estava fazendo aqui. A dor invadia seu coração. A dor de perder as duas pessoas que mais ama. Mas era pro bem dela e deles. Talvez não do Joe, mas era preciso. Entrou em seu carro, e dirigiu até onde devia.

Joe estava chorando. Nicole que não sabia de nada, apenas abraçou seu pai. 
#Fim.FlashBack

Joe acordou cedo, como os outros dias. Levantou, fez sua higiene matinal, e colocou a roupa de trabalho. Ele era advogado. Antes, era um empresário, mas desistiu, porque sempre que ia ao seu escritório, se lembrava cada vez mais de Demi. Não sabia o por que mais de repende seu coração se alegrou. As vezes pensava que era por ter uma filha, que lembrava da pessoa que mais amava. Nicole estava cada mais parecida com Demi, cabelos negros longos e ondulados nas pontas e dos olhos castanhos claro, da pele clara. Toda vez que Joe a olhava, Demi parecia em seus pensamentos. Fazia, exatamente hoje, 7 anos que Demi se fora... Isso machucava muito ele. 
Estava olhando no espelho, e lá sentiu que faltava uma parte dele. Seu coração, que se fora junto com Demi. Ele se lembrava dela todos os dias. Nunca deixou de pensar nela. E nas palavras dela... "Eu te amo muito. Nunca se esqueça disso... I'll always remember you."
Ele foi ao quarto de sua querida filha, que tinha que ir na escola, como todas as garotas de 8 anos. Nicole sempre amava ir à escola, se reencontrava com as amigas, combinavam em fazer as coisas juntas, em brincar, e aprendia as coisas, coisa que ela mais gostava de fazer. Podia ser impossivel para uma garota de 8 anos, mas era a verdade. Ela amava estudar. Sempre tirava notas altas. 
Joe viu sua menina, sentada na cama, vendo um album de fotos, ao lado, jogado na cama, tinha uma carta. Joe se assustou, mas decidiu não falar nada . A menina estava com lágrimas nos olhos. Logo que viu seu pai, enxugou algumas lágrimas. 

Nicole: Pai... o que você está fazendo aqui? 
Joe: Vim te acordar pra escola. 
Nicole: Ah tá... Mas, já estou acordada _ela forçou um sorriso. 
Joe: E... o que você estava fazendo com essas coisas?
Nicole: Pai... eu sei quem é minha mãe. Eu sei o que aconteceu, mas não tudo. Só o que está escrito na carta. 
Joe: Filha, eu te disse para não mexer nessas coisas, né?!
Nicole: Mas pai, eu queria realmente saber quem é minha mãe. Queria saber quem ela era. Você sempre me disse que minha mãe era a Chelsea, mas eu sei que não é ela. O jeito dela não tem nada a ver comigo. O cabelo é loiro oxigenado dela, e o seu é castanho escuro. Como tem lógico do meu cabelo ser negro? Eu fiquei percebendo essas coisas. Dai eu peguei essa sua caixinha dentro do closet, e abri. Ai eu vi as fotos, e me deu mais vontade de ver. Pai, que fotos lindas, essas com a mamãe. Dá pra ver o carinho, o amor que vocês tinham um pelo outro. 
Joe: Filha... _os olhos dele já se lagrimaram. 
Nicole: Eu sei que é dificil, pai. Mas, ela vai voltar pai. A mamãe vai voltar. Eu tenho certeza. 
Joe: Como pode ter tanta certeza? 
Nicole: Ér.... é... 
Joe: Está escondendo uma coisa de mim, o que é?
Nicole: Nada pai, é sério. É uma intuição, um precentimento. Eu te juro!

Na verdade, Nicole não queria contar sobre seu sonho que acabara de ter. Ela havia encontrado sua mãe. Seu cabelo era igual à dela. Ela estava feliz por dentro. Queria que aquele sonho se tornasse realidade. O que mais desejava. Muitos dizeram para ela que quando você não contasse o sonho que tivera, ele se tornava realidade. E ela acreditava nisso. Não ia contar pra ninguém.

Nicole: Pai lindo. 
Joe: O que você quer?
Nicole: Posso usar esse lindo batom? _disse mostrando o batom de Demi que havia deixado
Joe: Filha... 
Nicole: Ah pai, por favor pai, eu te amo tanto, por favor pai, deixa?
Joe: Tá tá. Posso fazer um comentário?
Nicole: Claro pai. 
Joe: Você usando esse batom, vai aparecer mais com sua mãe. 

Nicole sorriu. Ela ama sua mãe, mesmo não a conhecendo. Ela viu pelas fotos, o quanto que sua mãe era linda, e se parecendo igual à ela, era um máximo. Ela estava muito feliz com o comentário de seu pai, então, correu para o banheiro e passou o batom. Joe a seguiu no banheiro e viu ela passando batom. Ela passava tudo errado, o que fez ele rir. 

Joe: Quer que eu passe, querida?
Nicole: Ah, eu acho que... você não sabe passar, sabe?
Joe: As vezes, eu passava em tua mãe _sorriu tristemente se lembrando
Nicole: Ah, então eu quero. 
Joe: Se eu borrar, é porque 7 anos sem passar em alguém, viu?
Nicole: _sorriu_ Tudo bem pai. 

Ele limpou primeiramente a boca de Nicole que estava borrado com batom. Logo passou nela. Passou certinho. Nicole sorriu.

Nicole: Olha, não é que meu pai sabe passar batom? _dizia rindo. 
Joe: Eita... _ele riu junto com a filha. 

Escutou a nova namorada de Joe chamando-o. 

Chel: AMOR, TEM UMA PESSOA QUERENDO FALAR COM VOCÊ. 

Joe se empolgou, não sabendo o por que, afinal, hoje fez 7 que ela se fora... Ele saiu do quarto de Nicole, a pedindo para se arrumar para a escola. Ele desceu as escadas. E lá viu uma pessoa sentada no sofá de costas, com o cabelo longo negro. Só pelo cabelo, se lembrou dela. E ao lado dela, uma criança de cadeiras de rodas. 
Deve ser mais uma pessoa querendo a ajuda do advogado, pensou. 
Caminhou até a sala, e lá a moça se levantou ao ver-lo. Não acredito, pensou. Ela estava com a mesma maquiagem forte, com o mesmo tom de batom que usava, com os mesmos brincos que dera em seu aniversário, com o mesmo perfume que usava todos os dias, e com roupas de sua cor favorita. 

Joe: Demi?
Demi: Ér.. oi
Joe: O que faz aqui?
Demi: Joe, não me trata assim... 
Joe: Como você quer que eu te trate?
Demi: Joe, me desculpa por ter te abandonado, mas foi preciso. 
Joe: Por que...?!
Demi: Como te disse na época, eu estava com uma doença grave, e precisava ir em uma clinica. 
Joe: Mas eu não entendo por que você me abandonou... 
Demi: Segundo meu médico, eu precisava que ninguém me atrapalhava durante o tratamento. Ai, eu fiz uma cirurgia, e ele disse que eu podia ficar com sequelas. Mas o que a gente não sabia é que e estava grávida. E meu bebe acabou ficando com as sequelas. _lágrimas escorriam pelo rosto de Demi. 
Joe: Quer dizer que... 
Demi: Que esse meu lindo _disse olhando pro garoto que estava de cadeiras de rodas_ é seu filho também. E, é ele que sofreu com as sequelas

A criança, de apenas 6 anos e meio que estava na cadeira de rodas sorriu, mas não sabia o por que, ele não entendia nada. Ele estava muito distraido. 
Logo, Nicole desceu as escadas correndo. Demi ao ver a menina, se emocionou. Lágrimas iam escorrendo de seu rosto. Ela via sua filha que à 7 anos não via. A menina abraçou o pai e viu a Demi. 

Nicole: Oi moça. 
Demi: Ni-Nicole?
Nicole: Sim... 

Ela observou mais o rosto de Demi. Era familiar. Muito familiar. Os olhos castanhos, o cabelo longo, liso e negro. A maquiagem forte. O batom rosa. Se lembrou das fotos, do batom. 

Nicole: Espera... Você se chama Demi?

Demi ficou na esperança de falar 'sim'. Mas foi interrompida pelo Joe... 

Joe: Não, lógico que não querida. Ela se chama... se chama... 
Nicole: Demi?! Parece com a minha mãe das fotos. 
Joe: Ér... filha, é ela sim. 

Nicole não disse nada, apenas abraçou a Demi, que já estava emocionada. Sempre sonhou para que esse dia chegasse. Abraçando sua filha, sua pequena, depois de tanto tempo separadas. Nicole estava aproveitando cada momentos. Era seu sonho conhecer sua mãe, e agora, realmente esta acontecendo. Joe estava emocionado também. O filho de Demi, que não estava entendendo nada, se perguntava o que estava acontencendo. As lágrimas escorriam pelo rosto de Nicole e Demi. Logo elas se separam do abraço. 

Nicole: Mãe? Eu sempre quis dizer essa palavra. 
XxX: Você só não diz porque não quer, porque eu estou aqui querida. Sua mãe. 
Demi: Quem é ela?
Nicole: Minha madastra. 
Demi: Madastra?
Nicole: Papai está namorando com essa ai. 
XxX: Olha o respeito comigo, garota. 
Demi: Não fala assim da minha filha. 
XxX: Ah, grande coisa. Você abandona o seu marido e sua filha e agora quer que eles te amem? Coitadinha. Estou noiva do Joe, querida. Seu lugar já se foi. Ele me quer agora e não você. 
Demi: Querida, eu só quero uma coisa: AMOR DA MINHA FILHA!
Joe: Chelsea, para. Não responda. 
Chel: Como não? Quer que ela... 
Joe: CHEGA CHELSEA!
Chel: ARGT... _saiu da casa. 
Nicole: AH, graças a Deus ela saiu dessa casa, e ainda bem que minha mãe apareceu. Tenho que agradecer e muito à Deus por isso. Mãe, quem é ele? 
Demi: Ele é o Matt _ele sorriu_ Meu filho, filha. Teu irmão. 
Nicole: AH, eu tenho um irmão?
Matt: E eu tenho uma irmã, mãe?
Demi: Tem sim meus anjos. Vocês são irmãos. 

Eles se abraçaram. Joe estava meio excluido, mas ele observava cada momento. Ele estava encantado com seu filho. Por que? Por ele ser parablégico mas ao mesmo tempo viver a vida, amando a irmã que mal conhece. Joe estava inseguro com tudo estava acontecendo. Estava sendo muito rápido. 
O dia passou voando, em abraços, alegrias. Só Joe que não estava muito feliz. Ele estava confuso com tudo que estava acontecendo. Não sabia se aquilo era bom ou ruim. Mas boa parte era boa. Ele acabara de descobrir que seu amor foi acesso novamente, e que ele tem outro filho. Um filho que mesmo não conhecendo direito, vai amar e dar carinho. 
Demi nunca havia se sentido tão bem como antes. Estava alegre, feliz, mais ainda não estava perfeito. Queria que Joe voltasse com ela, queria que tudo fosse como antes dela partir. Ao se lembrar de ter que partir, ficou triste, pois era uma lembraça não muito boa. Ela estava realmente feliz por ver sua filha, que parecia muito com ela. Não só na aparencia, mas também por dentro. Matt, seu filho, estava também muito feliz. Tinha uma irmã, e ainda mais velha. Ele nunca pensou que isso poderia acontecer. Estava muito feliz. Já Nicole, não devo falar como ela estava, certo? Acho que já imaginam. Estava totalmente radiante, a mais feliz de todos. Apesar de sua mãe ter a abandonado, a amava e a compreendia. Algo que quase ninguém fazia isso. 
Essa noite, Demi e Matt iam dormir na casa. Casa que por direito, ainda é dela. Matt ia dormir junto com Nicole. Eles se apegaram. O dia inteiro brincando e conhecendo um pouco de um e do outro. Demi ia dormir no quarto de hospédes. 
Ela estava deitada na cama, pensando em como tudo estava acontecendo. E em seu passado pertubador. Ela não estava mentindo sobre nada que falara para Joe. Sabia que ele pediria explicações, ou até pedir divorsio. Claro, ela havia sumido por 7 anos. Pegou um livro, e tentou ler. Mas, não conseguia, estava muito pensativa. Até ver, Joe passando pelo corredor, e ela o chamou. 

Joe: Fale. 
Demi: Joe, eu sei que preciso te explicar. E bom, posso começar? 
Joe: Tudo bem. Posso sentar aqui? 
Demi: Claro _ele sentou na ponta da cama_ Joe, pra mim foi dificil deixar você e a Nicole. Mas, eu precisava. O médito disse que era melhor pra mim. E eu fui. Quando cheguei lá, comecei o tratamento, e descobri que estava grávida. E, o Matt nasceu com as sequelas. Tentei fazer de tudo pra ele ficar como uma pessoa normal, mas não foi possivel. E, dai, eu terminei o tratamento, e o médico disse que eu podia voltar pra casa. Eu só não sabia que você estava namorando a... 
Joe: Chelsea?! 
Demi: É... e, só queria deixar claro que você não saiu do meu pensamento em nenhum momento, nem por um segundo. E eu, ainda te amo, e muito. Eu sei que você, deve ter me esquecido, e entendo. Eu fui errada nessa história toda. Mas, não posso estar arrependida, porque, tinha que ser o melhor pra mim. E, se eu não tivesse na clinica, enquanto eu estava grávida, o Matt podia ter morrido. Eu senti sua falta. _lagrimas já estavam quase saindo de seu rosto. 
Joe: Demi, eu também não parei de pensar em você. Só que, não vai ser como a gente sempre quis que fosse, e nem vai voltar como era. Eu não esqueci de você. E muito menos, suas palavras. Principalmente I'll always remember you. Aquelas palavras ficaram na minha mente, e não saiam por nada. 
Demi: Você sabia... _sorriu_ ... que quando nós falavamos I'll always remember you, queria dizer que nós iamos nos ver logo. E, o que eu disse, aquele dia, era que... além de eu não esquecer de você, e você sempre estaria na minha mente, eu quis dizer que, eu voltaria. _ela sorriu.
Joe: Mas, sua volta demorou 7 anos, Demi. Foi muito tempo. 
Demi: Mas foi o tempo do meu tratamento, Joe. Me desculpe. Eu sei que eu errei, mas, não posso me arrepender. Mas, tem uma parte de mim, que se arrepende sim. Talvez, se eu tivesse seu apoio, eu teria saido mais cedo. Essa parte que se arrepende. Por eu não ter te contado. Talvez, agora, a gente estaria junto _abaixou a cabeça, com o pensamento
Joe: É, agora é meio tarde, não é?! 
Demi: Nunca é tade, para se amar, Joe. 

Demi nunca havia falado com tanta sinceridade. Tentou se explicar, e foi bom. Falou tudo o que queria dizer. Já Joe estava meio estranho, não sabia o que estava sentindo. Ele foi se aproximando de Demi. Parecia um imã. Não conseguia se afastar. E olhava os olhos castanho escuro de Demi. Os olhos que ele amava ver quando ele era casado, quer dizer, que ele ama ver. Nunca havia esquecido aqueles olhos, aquele sorriso que ela sempre dava. Demi também se aproximava dele. Estava hipnotizada nos olhos dele. Quando deram conta, estavam se beijando. Um beijo tanto desejado para os dois. Mistura de saudade, paixão, amor, e sentimento inexplicavel. Suas linguas dançam numa sintonia perfeitamente. Ele acariciava o rosto de Demi, limpando as lágrimas, que estavam escorrendo no rosto dela. Emoção, e saudades de beijar ele. Ela deslizou os braços no pescoço dele e o puxava mais pra si. 

Continua... 

Ansiosas? Curiosas? Kkk, amo ver vocês assim :P. 
Ah, espero que tenham gostado. E amanhã, se der, eu posto a segunda parte :D. 


Thanks for everything. 
Love you <3'
Kisses ~

11 comentários:

  1. AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH PERFEITOOOOOOOOOO! POSTA LOGOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO A OUTRA PARTEEEEEEE SUA MÁ! Achas isso bem Friendzinha do meu <33! PERÁ AI PRIMEIRAAAAAAAAAAAAAA UHUH! Eu estava aqui no teu blog a ler outros posts e vi que tinhas postado e vim ler logoooooooooooooooo! Beijos adrt friend

    ResponderExcluir
  2. EU TAVA ESPERANDO SO VOCÊ POSTAR !
    TA LINDO AMR !
    TA MUITO PERFECT !
    POSTA LOGO A SEGUNTA PARTE SUA MÁ ♥RSRS
    MAS TA DEMAIS !VOCÊ QUER QUE EU ROA MINHA UNHAS ?KKKKK
    POSTA LOGO AMOR !

    BEIJOS ♥

    ResponderExcluir
  3. posta logo.
    omg, eu chorei, que isso. kk
    mt perfeito,
    beijemi:*

    ResponderExcluir
  4. OOOk, realmente você quer me matar. Estou quase morrendo de tanta cuirosidade. Eu amei a mini fic, ficou mais que perfeita!

    Posta Loooogo!

    Beijitoos :*

    ResponderExcluir
  5. OMG a mini-fic está linda... Posta rápido a segunda parte :D

    Bjs :D

    *Léé*

    ResponderExcluir
  6. Ouuwn Ficou linda amore posta looogoo

    ResponderExcluir
  7. Momento de tensão aqui..kkk..roendo as unhas e ficando sem elas.Agora..estou falando CadÊe??Cadê o restoo?! #esperandoo
    POSTA

    ResponderExcluir
  8. Mylena.C.JonasBrothers10 de julho de 2011 16:47

    OMG
    que lindoo!
    Ah mas por que sempre tipo, eles se separaram, e o Joe tava namorando outra, e essa pessoa sempre é má e ninguém gosta dela, eu sei lá, eu não gosto disso as vezes, por que a Nicole tinha que gostar da Chelsea, mesmo ela não sendo a mãe de sangue dela, dai a Demi chegou e a nicole começou a falar mau da Chelsea! Isso que eu não gosto, mesmo a Nicole obvio que gosta mais da mãe biologica, mas ela deveria tratar a Chelsea bem, mas a mini-fic é sua e eu não tenho o que falar!
    Bom ta perfect!
    Achei muito fofo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Diéssi Konorath -'10 de julho de 2011 19:03

    OUNT *-*
    muiito lindo mesmo
    eu quase chorei , acho que vou chorar na segunda parte , sou muito emotiva !
    Poste logo beijos

    ResponderExcluir
  10. Desculpa não estar comentando muito ;/
    Mas acho sua fic perfeita. E essas minis então? OMJ *o*
    Você recebeu selos no meu blog:
    http://inspiration-tatis.blogspot.com/2011/07/selos.html

    ResponderExcluir

Did you like? I hope so. Tell me what you think about it. I will be happy *-*
Thanks, xoxo.